BLOG

O que fazer para ajudar seu cachorro que morre de medo de fogos de artifício?

31 de Dezembro de 2018

Todo ano é a mesma coisa: os cachorros entram em pânico com o barulho dos fogos de artifício! Veja no meu blog como amenizar o sofrimento do seu cãozinho neste período!

Todo ano infelizmente é a mesma coisa: chegam as festas de fim de ano e a barulheira dos fogos de artifício deixa os cachorros muito assustados, alguns entram em verdadeiro pânico! Além do estresse vivido por eles, e muitas vezes pelos donos, a vida dos bichinhos pode correr riscos reais. Isso porque sons altos são gatilhos para que o sistema nervoso dos animais entre em alerta, trazendo ansiedade e medo, e fugir é um instinto de sobrevivência.

Os cães vivenciam o mundo usando muito seus sentidos. Então aqueles sons muito altos, as luzes e o cheiro de queimado e pólvora fazem com que muitos deles, no desespero, fujam de casa, se percam, pulem de lugares altos, podendo se machucar e morrer asfixiados com a coleira.

E aí vem a pergunta, o que podemos fazer para garantir menos desconforto e mais segurança aos nossos amiguinhos?

1) Leve seu cão para se exercitar bastante no início do dia 31 de dezembro, por exemplo, para cansá-lo e deixá-lo em um estado mais relaxado.

2) Acostume seu cachorro fazendo uma aclimatação a sons de fogos de artifício. Antes ou durante as atividades prazerosas – comer, brincar, passear, fazer carinho – coloque para tocar sons de fogos de artifício. Assim o cão terá referências boas associadas aos barulhos dos fogos, e então não fará, necessariamente, a associação com algo ruim. Comece com sons baixos, e com passar do tempo, você poderá aumentar o volume. Essa prática deve ser feita de preferência por alguns meses, porém se começar com somente uma ou duas semanas de antecedência, também será útil.

3) Coloque alguma identificação em seu cachorro. Seu nome e número de telefone podem ajudar muito se ele se perder.

4) Procure transmitir a mensagem de que fogos de artifício e trovões não são ruins. Cachorros são muito influenciados pela maneira como seus donos se comportam. Então, se você morre de medo desses sons, toda vez leva um susto, grita e se irrita, ele perceberá isso. Parece estranho, mas é bom que você mude seu comportamento e demonstre empolgação: comemore, cante, festeje ao ouvir o som.

5) Ligue a televisão ou de preferência coloque músicas calmas. Além de ajudar no relaxamento, irá abafar um pouco o som dos rojões.

6) Deixe-o em algum lugar na casa onde ele se sinta seguro, de preferência um ambiente que abafe um pouco o som.  Procure deixá-lo longe de janelas, fechar janelas e cortinas pode ajudar, pois reduzem estímulos visuais que podem assustá-lo. Mas não tranque-o em um quarto e cuide se não há objetos que possam machucá-lo ou que ele possa estragar.




Confira também

  • Por que os gatos têm 7 vidas?

    LEIA MAIS
  • Todos os lagartos são ectotérmicos? Os teiús não!

    LEIA MAIS
  • Somente os humanos sentem prazer durante o sexo?

    LEIA MAIS
  • Você já viu um elefantinho no útero?

    LEIA MAIS
Total time: 536.86 ms (SQL time: 0.04 ms, overhead time: 139.87 ms), SQL(s): 15 (install mode) GZIPED
INVALID HTML
CFP_HTMLTOOLS: Missing type in SCRIPT tag
CFP_HTMLTOOLS: Missing type in SCRIPT tag
CFP_HTMLTOOLS: Missing type in SCRIPT tag
CFP_HTMLTOOLS: Missing ALT in img tag: img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=254341104760439&ev=PageView&noscript=1"
CFP_HTMLTOOLS: Missing type in SCRIPT tag
CFP_HTMLTOOLS: /head came when /link was expected
CFP_HTMLTOOLS: End of file reached while waiting 9 end tags:Array ( [0] => html [1] => head [2] => meta [3] => link [4] => link [5] => link [6] => link [7] => link [8] => link )